Benefícios da educação inclusiva para crianças que não têm Deficiência Intelectual

A gente comenta muito sobre as vantagens para jovens com Deficiência Intelectual de estarem integrados em um ambiente com crianças que não possuem DI, mas hoje falaremos sobre o outro lado da moeda. Vamos abordar os benefícios da educação inclusiva para crianças que não têm Deficiência Intelectual. As informações divulgadas aqui fazem parte de um documento sobre Educação Inclusiva do Instituto Alana

Acadêmico

O primeiro dos benefícios da educação inclusiva para crianças que não têm deficiência é o resultado nas escolas. Segundo uma revisão feita pela Universidade de Manchester em cima de estudos sobre educação inclusiva nos países Estados Unidos, Austrália, Irlanda e Canadá, os professores chegaram a conclusão que em 81% das pesquisas os estudantes sem DI vivenciaram nenhum efeito negativo (58%) e 23% responderam que obtiveram efeitos positivos com essa integração. 

Em uma outra revisão, essa conduzida por Ruijs & Peetsma (2009), os pesquisadores notaram que nos casos em que os estudantes sem DI reportaram vivências positivas em relação à integração, isso foi associado aos professores por empregarem técnicas diversas de aprendizado que ajudaram a maior parte dos alunos (com DI e sem DI). Além disso, foi extraído dessa revisão de que a estrutura da escola é um ponto muito mais significativo para o aprendizado do que a presença ou a ausência de pessoas com Deficiência Intelectual. 

Um estudo conduzido nos Estados Unidos, em Indiana, por Waldron & Cole (2000), com 1000 estudantes do pré à quinta série apontou que 59% dos estudantes sem DI que estudavam em institutos inclusivos tiveram notas mais altas em um exame de matemática, comparado aos estudantes do ano anterior que tiveram classes em um ambiente não inclusivo. Desses alunos, somente 39% conseguiram notas similares à da turma com inclusão.

Comportamento

Críticos que argumentam contra os benefícios da educação inclusiva para crianças que não têm Deficiência Intelectual alegam que deficientes com características emocionais muito inconstantes atrapalham nas lições em sala. Entretanto, pesquisas sobre o tema apontam que isso é um fator somente quando há mais de um estudante com esse comportamento na classe e consideram que esses casos são raros. Para medida de comparação, nos Estados Unidos essas pessoas representam menos de 6% dos estudantes com deficiência. Com essas informações, uma solução plausível para o assunto é a alocação de um aluno por turma com essas características. Uma vez que a nível estatístico, é possível fazer essa organização.

Professores

Outro ponto importante dos benefícios da educação inclusiva para crianças que não têm Deficiência Intelectual são para os professores. No pdf do Instituto Alana os estudos citados concluem que professores que são abertos a inclusão tendem a lecionar as disciplinas de maneiras que ajudam todas as crianças em sala. Além disso, esses professores costumam influenciar positivamente seus parceiros de profissão e também tendem a ser muito mais colaborativos quanto a dicas e ideias que aprimoram o trabalho de colegas. 

Gostou dessas ideias sobre os benefícios da educação inclusiva para crianças que não têm Deficiência Intelectual? Compartilhe esse texto com os seus amigos e faça ele chegar a mais pessoas. 

Foto de capa: Element5 Digital via Unsplash

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Font Resize